Lotus tenta voltar a vencer com o Evora

 

Lotus-Evora_2010_1024x768_wallpaper_08

Evora o carro que pode resgatar de vez a tradição da Lotus

Há alguns dias levei um puxão de orelha de um visitante do blog por ter dito que o Peugeot RCZ tinha desenho esportivo e um motor de Peugeot 307. No seu comentário, ele lembrou do Lotus Elise, que apesar de ter um motor 1.6 de 134 cv é um baita esportivo.

Dias depois, a própria Lotus lançou uma nova versão do Elise, a Club Racer. Isso me fez pensar mais ainda na fabricante de origem inglesa e ganhadora de nada menos que sete títulos de Fórmula 1.

Lotus Espirit e seus 240 km/h ficou imortalizado com James Bond

Lotus Espirit e seus 240 km/h ficou imortalizado com James Bond

Lembro quando a fabricante era uma das únicas que só fazia carros esportes, a exemplo da Ferrari e Lanborghini. Do fantástico Lotus Espirit, que tinha design Giurgetto Giugiaro e uma velocidade final de 240 km/h, em plena década de 80. O carro que ficou imortalizado no cinema com James Bond e sua versão submarina do modelo.

Acontece que depois da morte de seu fundador Colin Chapman, aos 54 anos vítima de um ataque cardíaco em 1982, a fábrica entrou em uma espiral de falência. Em 1986, foi vendida para a GM e em 1993 repassada para a  ACBN Holdings SA, com sede em Luxemburgo. Finalmente em 1996 passou para as mãos da Perusahaan Otomobil Nasional Bhd, mais conhecida como Proton, uma empresa da Malásia.

O Evora terá um potente motor V6 de 276 cv de origem Toyota

O Evora terá um potente motor V6 de 276 cv de origem Toyota

No meio de toda essa transformação surge o Elise, em 1995. A filosofia do carro é de desempenho com peso pena. Por isso o motor Toyota de apenas 1.6l e 134 cv de potência se deu bem no modelo. O modelo pesa  apenas 750 kg e consegue fazer de 0-100 em 5,8 segundos.

Apesar do sucesso e de estar em produção até hoje, o Elise é pouco para resgatar o status da Lotus de tempos passados. Era preciso algo mais, um modelo de peso para reerguer a fama mundial da Lotus. Surge a ideia do Eagle, o carro que deveria substituir o Spirit.

Durante o seu projeto, o Evora era conhecido pelo nome Eagle

Durante o seu projeto, o Evora era conhecido pelo nome Eagle

Porém, o tempo se passou e sucessivos atrasos fizeram os admiradores da marca duvidarem que o carro fosse lançado. Somente depois de 13 anos, em 2008, a Lotus mostrou no Salão de Londres o seu novo carro, agora rebatizado de Evora.

É o primeiro cupê 2+2 da marca e o único com motor central do mundo, nesta configuração. O motor mais uma vez é de origem Toyota, um V6 de 280 cv com transmissão manual de seis velocidades, também japonesa.

 

Finalmente o Lotus Evora sai da garagem para ganhar o mundo

Finalmente o Lotus Evora sai da garagem para ganhar o mundo

O carro, segundo a Lotus, tem sua velocidade máxima em 261 km/h e aceleração de 0 a 100 km/h, em 4,9 segundos. O peso de 1.350 kg, quebra um pouco a tradição da marca, mas não chega a ser um exagero.

O novo Lotus traz muito mais que os equipamentos básicos, como mandava a tradição da marca. Visor no painel central, ar-condicionado de série e um reforçado sistema de som Alpine, estão entre os equipamentos de série.  O Evora também é o primeiro modelo equipado com o Lotus Traction Control, ou controle de estabilidade, outra quebra na tradição dos esportivos.

Interior do Evora deixou o básico de lado e conta até com som Alpine

Interior do Evora deixou o básico de lado e conta até com som Alpine

Tudo ia bem e a retomada da Lotus parecia que finalmente começaria. Desta vez  o carro sairia da garagem. Porém, depois do Salão de Londres, a promessa de entregar as primeiras unidades do modelo no início de2009 não se cumpriu.

Os novos atrasos e uma lista de pedidos não entregues levantou mais uma vez o sinal amarelo na Lotus.

Finalmente o primeiro proprietário recebe as chaves de seu Evora

Finalmente o primeiro proprietário recebe as chaves de seu Evora

Bem, esta semana tudo mudou. Depois de muita espera, a Lotus finalmente entregou o seu primeiro Evora. O primeiro sortudo a receber o carro foi Matthew Melling, o rapaz à direita com um largo sorriso no rosto.

O carro, que é produzido em Norfolk no Reino Unido, terá uma cota limitada a apenas duas mil unidades por ano. Vamos ver se agora a Lotus voltará a vencer seus desafios e empolgar o mundo com suas máquinas.

Anúncios

2 Respostas para “Lotus tenta voltar a vencer com o Evora

  1. Pingback: Lotus prepara a volta do esportivo Espirit « Carro

  2. Achei esse carro o máximo, tendo seu motor produzido pela toyota e sendo o primeiro coupê 2+2. Acho sim que a lotus possa voltar a vencer com o Evora pois seu desing é indescritivel.
    Estou ancioso pelo sua chegada ao brasil, pois andar num carro desses pelas ruas brasileira, não é pra qualquer um.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s