Teste Blogcarro: Gol Power 1.6l Flex I-Motion

Ano de Copa é o momento quando a paixão de milhões de brasileiros é colocada a prova.  A alegria ou a raiva do brasileiro depende de apenas uma palavra: Gol. Se for nosso, é festa, se for dos adversários é dor de cabeça na certa.

É justamente Gol o nome do carro mais amado e o que mais gera discussão no país do futebol. Pela lógica não podia ser diferente.

Nos últimos meses, a VW resolveu inovar com o seu Gol. O carro que há anos é o rei das massas ficou sofisticado e ganhou direito a câmbio automatizado que dispensa o pedal da embreagem.

Frescura, vão dizer os mais puristas. Conforto , irão preferir outros fãns do carro. A verdade é que como no futebol, o câmbio automatizado do Gol irá gerar alegrias e tristezas ao dono do carro. 

Assim como o câmbio do Pálio, o automatizado do Gol foi desenvolvido pela Magneti Marelli. No caso da VW, o câmbio é o ASG, que estampado no Gol vira o I-Motion.

Além do preço, que chega a ser 40% menor que um câmbio automático, a maior diferença do automatizado é que todo o maquinário do sistema de câmbio é igual ao de um conjunto manual.

 Porém, ao invés do uso do pedal da embreagem, uma central eletrônica é que diz quando o sistema eletroidráulico deverá acionar a embreagem e comandar a troca de marchas. 

Uma das vantagens é que o conjunto é mais resistente e tem manutenção mais barata quando comparado a um automático.

No caso da VW, o I-Motion estreou em agosto no Polo e em seguida no Gol e Voyage, para depois chegar para o também compacto Fox.

Mas vamos ao teste com o Gol Power 1.6l Flex I_Motion.

A grande crítica do público aos automatizados vale também para o Gol, pelo menos em parte. Estou falando dos trancos na hora de trocar de marca.

O CÂMBIO DÁ TRANCOS SIM!

No carro da VW ele não chega a ter o desconforto encontrado no Pálio e principalmente no Stilo, ambos da Fiat.

Mas está longe do conforto encontrado nos carros que tem câmbios automáticos. O câmbio do Gol dá trancos sim. Quem tentar amenizar estará mentindo. Conversa de vendedor.

A boa notícia é que dá para conviver com os trancos, eles não fazem tanto mal às costas quanto o Palio. Mas é preciso pegar o jeito dele funcionar.

Sentir o motor, acompanhar as rotações e acelerar na hora certa ajuda a diminuir a pancada nas costelas.

Por outro lado, a parte prazeirosa dessa relação é que o câmbio poupa a perna esquerda do seu rei, ou condutor.

O câmbio pode ser utilizado de duas formas. A primeira é só trocar de P (parking- estacionado) para D (Drive) e acelerar. A segunda, é a mais divertida e pode ser chamada de manuel. 

Nela as trocas de marchas são feitas para frente ou para trás na alavanca do câmbio.

No caso do Gol, e seu volante multifuncional do irmão Passat, nesse módulo as trocas podem ser feitas ainda por alavancas atrás do volante.  Isso é bem divertido.

O problema é que no Gol a eletrônica insiste em intervir quando os giros passam dos cinco mil e faz a troca por conta própria.

Ou seja, se por um lado coloca o doce na boca da criança, do outro ele é amargo e diet.

Na condução do dia-a-dia e principalmente nos intermináveis congestionamentos das grandes cidades, o câmbio I-Motion vai bem. Claro, que respeitando a lógica de um automatizado (conforto X preço).

O Gol tem com este câmbio chega apenas com motor 1.6l com 104 cv (álcool) e 101 cv (gasolina). Bem inferior em potência quando comparado a concorrência.

Porém a Volks incurtou as relações das segunda, terceira e quarta marchas deixando o carro esperto no trânsito da cidade.

A Volks afirma que o consumo com este tipo de câmbio é melhor do que com o câmbio manual. Para nós, o que vale é o pé do motorista.

Abastecido com álcool e sem economizar no pedal o Golzinho não passou de 6 km/l na estrada e 9,8 km/l na estrada. 

Por dentro,  além do câmbio, que é pequeno e tem um desenho agradável, a maior diferença fica pelo volante. Que como disse antes é igual ao do Passat, inclusive nos comandos.

 O acabamento lembra mais a austeridade tradicional do Gol, do que o requinte integre em carro que não tem pedal da embreagem.

Apesar da VW querer deixar o carro mais requintado, com a adoção do câmbio, não deu para deixar o carro mais espaçoso.

Neste quesito ele continua sendo um popular.

O carro da Volks trata bem o motorista. É fácil achar a melhor posição de guiar. Ponto para o projeto recente da Volks.

Mas não se iluda, o Gol ainda não largou a fase kitchenette. Espaço ainda não é o forte do carro da VW.

Principalmente atrás, onde medir mais de 1,80m é pedir para bater a cabeça no teto.

O preço inicial do Gol Power 1.6 I—motion básico sai por R$ 39.110. Com este preço ele chega além do câmbio automatizado, com ar-condicioando e direção hidráulica.

Completo, o valor passa dos R$ 50 mil. No recheio muita perfumaria. De roda de liga leve a CD com bluetooth. Mesmo assim é muito para um carro que foi feito para a alegria das massas. Não acham?

Anúncios

4 Respostas para “Teste Blogcarro: Gol Power 1.6l Flex I-Motion

  1. Tou gostando disso! Adoro testes! Qual será o próximo…??? Voltando ao assunto: Cambio automatizado… Tb fico com a pulga atrás da orelha. Já andei no Stilo automatizado e não curti muito – única salvação foi a troca nas mini-borboletas que haviam naquela versão. Nesse caso é como um câmbio-manual-sem-embreagem… Não é tão legal assim. Vá num automático bem escalonado e a vida é bem diferente (já andou num corolla?)

    • Fala Gabriel, beleza.
      Legal você ter gostado do teste. O da semana que vem promete mais ainda. Posso adiantar que será um sedã médio, importado, com um motor de mais de 200 cv e muita tecnologia…. algum palpite?

    • Gostei muito do carro,é ágil, bonito e confortável,só não é realemte muito pródigo no consumo de combustível.

  2. Comprei um Gol Power 1.6 Imotion sera que vou me arrepender ? Devo passar o carro pra frente logo?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s